ALGEMAS – Autor: Roberto Bezerra de Menezes – Associado da AABNB

Se cada ferida aberta

A gente pudesse fechar,

Se cada verdade não dita

A gente fizesse soar,

Talvez o mundo sentisse

Que algo precisa mudar.

 

Água parada não se move

Nem provoca turbilhão.

Da mesma forma, na vida,

Quem não luta por água e pão

Tornar-se-á sempre um fraco

Andando na contramão.

 

Por isso, amigo, liberte-se.

O ferro não pode vergar.

Nenhuma algema é pra sempre

Se uma chave nela entrar.

A força de cada um

É que faz o mundo mudar.